Como surgiu o réveillon

Existem diversas datas comemorativas onde pessoas se reúnem com amigos e/ou familiares para festejar e se divertir bastante. Entre elas, uma que é muito especial, comemorada por muitas pessoas pelo mundo, é o réveillon, marcando a entrada de um novo ano.

Apesar de ser uma das festas mais populares e comemoradas entre as pessoas, com significados religiosos, harmoniosos e, obviamente, o inicio de um ciclo, muitos não sabem como e quando surgiu as festividades do ano novo.

Diante disso, hoje, nesse artigo, estaremos abordando algumas das informações e curiosidades sobre essa festa de réveillon, detalhando o seu surgimento e significados.

Festival de Réveillon na antiguidade

Apesar de muitos relacionarem o réveillon com Cristo, muito antes do seu nascimento, por volta de 2000 a.C. Na Mesopotâmia e Babilônia, já existiam relatos de um “Festival de Ano Novo”, o que muitos definem como a origem da festa que hoje conhecemos. Apesar de não apresentar uma data oficial para esse Festival, historiadores afirmam que essa comemoração representada algo como uma passagem de ciclo, respeitando as mudanças de algumas estações e a rotação da lua.

Diversas civilizações da antiguidade comemoravam algo próximo do nosso réveillon. Como exemplo, os persas e fenícios, que comemoravam no que hoje conhecemos como mês de setembro, além dos gregos, que comemoravam o réveillon no mês que conhecemos como dezembro.

Ano novo romano

Caso você não sabe, o calendário ocidental do qual hoje seguimos é uma herança direta dos romanos, possuindo, somente, algumas poucas alterações. Diante disso, a Roma foi a primeira civilização definir uma data fixa para a comemoração do Ano Novo.

Para os romanos, o ano começava 1º de março, porém o réveillon só era festejado em 25 de março pelo início da primavera. Tudo isso mudou no ano de 153 a.C., quando o calendário ganhou uma sequência como a conhecemos. A origem da fixação no calendário onde 1 de janeiro era celebrado a festa de ano novo foi feita pelo imperador de Roma, Júlio César. A principal inspiração foi a divindade Jano, deus dos portões.

A inspiração do calendário gregoriano no romano

Apesar da herança em algumas tradições e crenças romanas, incluindo o calendário, a igreja católica ocidental no começo do século XVI adotava 25 de março como início do ano, por conta da primavera. A festa de ano novo durava alguns dias e costumava terminar próximo, ou no próprio, dia 1º de abril, celebrando a entrada da estação e o início do ano novo.

O primeiro dia de janeiro só foi adaptado ao calendário gregoriano e adotado pela sociedade ocidental ao final do século, quando Gregório XIII “o papa” alterou a data, e, consequentemente, mudando o dia que se comemora a festa de réveillon.

Algumas curiosidades e tradições do réveillon no Brasil

As principais tradições e crenças, seja religiosas, seja para celebrar, que são bem comuns de ver em festas de réveillon são:

  • Soltar fogos de artificio na virada no dia 31 de dezembro.
  • Se vestir com roupas brancas pra atrair prosperidade
  • Culto e oferendas à Iemanjá
  • Fazer contagem regressiva
  • Reunião de pessoas nos principais pontos turísticos de certas cidades
  • Pular sete ondas
  • Comer sete uvas
  • Comer lentilha

Surgimento e curiosidades da muralha da China